Você está aqui: Pagina PrincipalEventos

Comandante-geral da PM recebeu a visita de integrantes do Gtop 22

Escrito por Gilmar Santos

   

    O comandante-geral da PMDF, coronel Nunes, e o subcomandante, coronel De Araújo, receberam no Quartel do Comando-Geral (QCG), na tarde de hoje (26/01/16), a equipe do Grupo Tático Operacional (Gtop 22) do 2º Batalhão (Batalhão Dois de Ouro), sargento Afonso, cabo Maurício e o soldado Sobrinho.

    Os policiais, que na ocasião estavam representando o comandante do 2º Batalhão, coronel Rojas, entregaram uma placa ao coronel Nunes, em agradecimento ao apoio prestado à Unidade, a medalha Batalhão de Suez do estado do Rio de Janeiro (Missão de Paz da ONU) e um diploma.

    “Estou com um projeto onde visitarei todos os batalhões, onde parabenizarei pessoalmente todos os policiais. A sociedade de Brasília merece o excelente trabalho que os senhores e todos os bons policiais executam”, disse o coronel Nunes.


Fonte:
http://www.pmdf.df.gov.br/site/index.php/2011-08-07-02-53-55/9001-comandante-geral-da-pm-recebeu-a-visita-de-integrantes-do-gtop-22

 

Substituição da Bandeira Nacional - vez da PMDF

Escrito por Gilmar Santos

     A Polícia Militar do Distrito Federal realizou a primeira troca da Bandeira Nacional do ano de 2016. O evento ocorreu na manhã de hoje (10/01/2016), na Praça dos Três Poderes. A tradicional troca da Bandeira ocorre todo primeiro domingo.

    Todos os anos, a PMDF é responsável pela primeira troca do Pavilhão Nacional. A cerimônia é organizada em sistema de rodízio entre as Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica) e o Governo do Distrito Federal, representado pela Polícia Militar.

    O evento começou às 9h, ao som da banda de música da Polícia Militar, em seguida, os policiais militares desfilaram em homenagem a troca da Bandeira Nacional.

    Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPMA), do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) e da Rotam fizeram exposição de viaturas para os convidados presentes. Várias pessoas aproveitaram para conhecer as viaturas policiais e também o helicóptero da PMDF, que estava pousado em frente ao Congresso Nacional.

    “Eu tenho dois sonhos: o primeiro é ser jogador de futebol e o segundo é ser policial militar. Achei muito bonito o desfile”, disse o pequeno Gustavo Alexandre, de 8 anos. 

    O mastro da bandeira tem 100 metros de altura e fica acima dos prédios das sedes do Poder Executivo (Palácio do Planalto), do Legislativo (Congresso Nacional) e Judiciário (Supremo Tribunal Federal).

    Estiveram presentes na solenidade o governador do DF; Rodrigo Rollemberg, a secretária de Segurança Pública do DF; Márcia Alencar, o comandante-geral da PMDF; coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira, o subcomandante da PMDF; coronel Marcos de Araújo; o subcomandante do Corpo de Bombeiros do DF; coronel Alexandre Costa Oliveira; o chefe do Estado-Maior da PMDF; coronel Leonardo José Rodrigues de Sant'anna; o comandante do Departamento Operacional da PMDF; coronel Agrício da Silva, o secretário de Mobilidade, senhor Marcos Dantas; chefe adjunto da Casa Militar; tenente-coronel Wilton de Melo; o administrador do Plano Piloto; senhor Marcos Paulo, o Assessor Internacional; Éverton Lucero, além de oficiais e praças da Forças Armadas e pessoas da sociedade brasiliense.

Símbolo Perene da Pátria

    O evento de troca da Bandeira foi instituído pela Lei Federal n.º 5.700, de 1º de setembro de 1971, que determina que a Bandeira Nacional esteja permanentemente no topo do mastro especial da Praça dos Três Poderes “como símbolo perene da Pátria e sob a guarda do povo brasileiro".

 

Fonte: http://www.pmdf.df.gov.br/site/index.php/2011-08-07-02-53-55/8813-substituicao-da-bandeira-nacional-vez-da-pmdf

Polícia Militar tem novo Comandante e Subcomandante

Escrito por Karina Linhares

    A Polícia Militar do Distrito Federal anuncia novo nome para a honrosa missão de comandante-geral da PMDF: coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira. Simpático e conhecido por sua boa educação, coronel Nunes já está exercendo suas atividades e reuniu-se com oficiais a fim de discutir novas estratégias para a corporação. Ele garante que manterá alguns planejamentos do antigo comando e que continuará focado no objetivo de contribuir para a redução nos índices de criminalidade no Distrito Federal. Enfatiza ainda que a prioridade inicial será de manter-se nos seguintes polos: “continuar o trabalho de capacitação dos policiais, integração com os demais órgãos de Segurança e participação social.”

    Sobre o comandante-geral Coronel Nunes: O coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira é mestrando em ciência política, pós-graduado em direito penal, direito processual penal e fundador do Instituto Superior de Ciências Policiais. É bacharel em direito e em segurança pública. Dentro da corporação, foi secretário-geral, chefe do Centro de Inteligência da PM, chefe do Estado-Maior e subcomandante-geral.

  Novo subcomandante-geral

     Para o cargo de subcomandante-geral assumiu o coronel Marcos de Araújo. O novo subcomandante é doutor em Ciência Jurídica e Social, mestre em Ciência Política, pós-graduado em Direito, especialista em Segurança Pública, Direitos Humanos e Política Criminal. Especialista em Gestão Estratégica em Segurança Pública pela PMDF/UNB.

     Na PMDF exerceu o cargo de corregedor adjunto, diretor de Recrutamento e Seleção, diretor de Promoção, Avaliação e Desempenho, tendo comandado o Batalhão Escolar e também a Academia de Polícia Militar de Brasília.

 Agradecimento do ex-comandante-geral Florisvaldo Ferreira César

    “No momento em que deixo o comando-geral da PMDF, gostaria de externar os meus sinceros agradecimentos a todos os policiais militares, oficiais e praças, que compõem a nossa corporação.

    Durante o período em que estivemos à frente dessa briosa corporação, contamos sempre com o apoio e o comprometimento de cada policial militar, que nos ajudou nessa árdua missão de proteger, diminuindo quase todos os índices criminais, proporcionando mais segurança e consequente melhoria na qualidade de vida de nossa comunidade, razão de ser desta bicentenária instituição.

    Além da parte operacional, conseguimos grandes avanços na área administrativa da PMDF, tornando-a mais ágil e mais eficiente.

    Desejamos sucesso ao nosso novo comandante-geral nesta missão tão nobre, que é comandar este seleto grupo de homens e mulheres, abnegados no cumprimento do dever. Que Deus nos abençoe a todos”.

Coronel QOPM - Florisvaldo Ferreira César


Fonte: http://www.pmdf.df.gov.br/site/index.php/noticias/destaques/8795-policia-militar-tem-novo-comandante

Seminário Acadêmico do ISCP: Multiculturalismo, Direitos Humanos e Consciência Humana

Escrito por Karina Linhares

    O Instituto Superior de Ciências Policiais (ISCP) realizou nos dias 24 e 25 de novembro de 2015, nas dependências da APMB, um Seminário destinado aos alunos do Curso de Tecnólogo em Segurança Pública e convidados, abordando o Tema: Multiculturalismo, Direitos Humanos e Consciência Humana.

    O objetivo foi inserir os participantes na reflexão das questões multirraciais brasileiras, com enfoque na celebração de 20 de novembro, dia da consciência negra.

    O seminário contou com a participação do chefe do DEC, coronel Sousa Lima, e do comandante da APMB, coronel De Araújo, teve início com as palestras do Prof° Dr° Mario Theodoro e Prof° Dr° Carlos Alberto, os quais abordaram questões históricas brasileiras que remetem a prática do racismo na sociedade brasileira atual.

    O segundo dia foi marcado por uma apresentação de Capoeira do Instituto Cultural Raízes, que é constituído por crianças da comunidade do Varjão, seguido da exibição do curta metragem “Mulheres de Barro”, de autoria da Profª Drª Edileuza Penha de Souza, o qual retrata a realidade das mulheres paneleiras e congueiras de Goiabeiras Velhas – ES, o seminário foi encerrado com uma entusiasmada palestra seguida de debate a respeito das realidades retratadas na obra.

                                                                                                       Fonte: http://www.pmdf.df.gov.br/site/index.php/2011-08-07-02-53-55/8414-seminario-academico-do-iscp-multiculturalismo-direitos-humanos-e-consciencia-humana

20 de novembro, Dia da Consciência Negra

Escrito por Karina Linhares

     O Preconceito racial é um traço intrínseco, milenar, não só da sociedade brasileira, mas fruto de um desvio cultural da humanidade. No Brasil, ocorre desde os tempos coloniais, passando pela escravatura, “libertação” e chegando aos dias atuais. A sociedade ainda tem um longo caminho a percorrer nas raízes das relações sociais. Quando o preconceito se exterioriza vem à tona a discriminação. O enfrentamento a este desvio está em pauta nesta semana. Dia 20 de novembro é o dia da Consciência Negra, mas a discussão não se esgota, e sim, se renova a cada passo adiante. A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de “Zumbi dos Palmares”, em 1695. Sendo assim, o Dia da Consciência Negra procura remeter à resistência do negro contra a escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1549). Discussões, portarias e leis vêm sendo elaboradas e aplicadas a cada dia com maior rigor, como a lei n° 7.716/89 que trata dos crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor. São avanços em direção ao Multiculturalismo, Direitos Humanos e Consciência Humana.

    A Polícia Militar do Distrito Federal homenageia o dia da Consciência Negra com o coronel Marcos de Araújo, comandante da Academia de Polícia Militar, professor da cadeira de relações étnico raciais do Curso de Bacharel em Ciências Policias e Tecnólogo em Segurança Pública, ambos do Instituto Superior de Ciências Policiais - ISCP. Doutor em Ciências Jurídicas e Sociais e autor do livro “Mobilidade Social, Multiculturalismo ou Discriminação na Polícia Militar”. Simpático e intelectualmente distinto, o coronel “De Araújo” construiu-se com muita dedicação e estudo, percebe-se seu “suor derramado” em meio a tantos diplomas, certificados e honrarias pendurados por toda extensa parede de seu gabinete. A Polícia Militar agradece o serviço prestado por esse honroso e estudioso policial à corporação.

    O coronel afirma que existe um protocolo para o enfrentamento do crime de racismo da PMDF, “esse protocolo visa o enfrentamento ao crime de racismo e injúria racial e ele trabalha em cima de três pilares: o policial militar como testemunha da discriminação, como vítima da discriminação e quando ele for o autor da discriminação”, afirma ele. Esse protocolo é um norte para várias questões.

    O coronel De Araújo acrescenta que o trabalho em direção à conscientização continua e que nos próximos dias 24 e 25 de novembro serão realizados, na APMB, seminários acadêmicos para os alunos das graduações de Ciências Policiais e Tecnólogo em Segurança Pública. Os temas abordados, que serão ministrados por renomados professores, tratarão de assuntos como “a história, a mortalidade da juventude negra, o negro nas artes e a mobilidade na PMDF. Contará também com mostras de filmes, dança e capoeira, além de interessante mesa redonda para debates com os palestrantes” garante o coronel, estes temas colaboram para a reflexão coletiva das questões multiculturais que estão ligadas estruturalmente em todas as camadas sociais e ensejam os Direitos Humanos e a consciência do cidadão. Isso demonstra que a Instituição cuida da capacitação cultural e educacional de seus policias militares para cumprir o seu dever final que é o bem estar social.

 

 Fonte: http://www.pmdf.df.gov.br/site/index.php/noticias/destaques/8349-20-de-novembro-dia-da-consciencia-negra-homenagem-da-policia-militar-do-distrito-feral

Pagina 5 de 10

Go to top