Você está aqui: Pagina PrincipalUtilidade Pública

Matemática no dia a dia para crianças com Down

 

Matemática no dia a dia para crianças com Down

Por Dana Halle*

Tradução: Patricia Almeida

Muitos pais acreditam que a matemática consiste apenas em números e contas. No entanto, a matemática básica engloba muito mais coisas, como tamanhos, formas, cores, medidas, tempo, espaço e dinheiro. Estes são os princípios necessários para usar os números e ajudar as crianças a processar, organizar e discutir a base matemática.

Desde muito cedo as crianças seguem rotinas, jogam e fazem escolhas que têm a ver com a matemática. Para crianças mais novas, a matemática pode consistir em “mais brócolis ou nada de biscoito”. A linguagem matemática é usada para descrever uma bola redonda ou uma borboleta amarela. Matemática pode ser “mais cinco minutos”, o filme de ontem ou a festa de aniversário de amanhã. Matemática é também contar os gols de uma partida de futebol, ajudar a cozinhar, separar a roupa para lavar, fazer compras ou escolher uma roupa que “combine”.

À medida que nossos filhos crescem, a capacidade para a matemática se relaciona mais diretamente com a vida prática. Matemática passa a ser acordar a tempo de ir à escola, ter em conta as datas para entregar as tarefas e levar dinheiro o suficiente para comprar pipoca no cinema. A matemática é importante porque os conceitos matemáticos ajudam nossos filhos a compreender o seu mundo, além de prepará-los para uma maior independência.

Embora ainda não tenham sido feitas muitas pesquisas sobre as habilidades matemáticas de crianças com síndrome de Down (SD) como em outras áreas (a exemplo das habilidades de leitura e escrita), apresentamos dados que sugerem que a introdução precoce de matemática na educação de crianças com SD poderia melhorar a capacidade delas de entender conceitos matemáticos no futuro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reprodução do site do National Down Syndrome Congress.

 

Leia mais:Matemática no dia a dia para crianças com Down

Vírgula, onde colocar?

I N T E R E S S A N T E  !

 Sobre a Vírgula
 Muito legal a campanha dos 100 anos da ABI
  (Associação Brasileira de Imprensa).

  Vírgula pode ser uma pausa... ou não.
  Não, espere.
  Não espere..
  
  Ela pode sumir com seu dinheiro.
  23,4.
  2,34.

  Pode criar heróis..
  Isso só, ele resolve.
  Isso só ele resolve.
 
  Ela pode ser a solução.
 Vamos perder, nada foi resolvido.
  Vamos perder nada, foi resolvido.
  
  A vírgula muda uma opinião.
  Não queremos saber.
  Não, queremos saber.
  
  A vírgula pode condenar ou salvar. 
  Não tenha clemência!
  Não, tenha clemência!
  
  Uma vírgula muda tudo.
  ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.


  Detalhes Adicionais:
  
  SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.
 
 * Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER...
 * Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM...

ACHE QUALQUER ENDEREÇO PELA INTERNET

 

Em cidades maiores funciona que é uma beleza!
MAIS UMA EXCELENTE FERRAMENTA PARA FACILITAR NOSSA VIDA. 

EM CIDADES MAIORES FUNCIONA QUE É UMA BELEZA!
 
 É SÓ ESCREVER O NOME DA RUA, NÚMERO, BAIRRO, CIDADE EAS FOTOS DA RUA E ARREDORES APARECEM NA TELAELES USAM AS MESMAS IMAGENS DO SISTEMA GOOGLE, MAS A RAPIDEZ DE LOCALIZAÇÃO (STREETVIEW) É IMPRESSIONANTE. DÁ ATÉ PARA VER AS TABELAS DE PREÇOS DOS ESTACIONAMENTOS. 
HTTP://SHOWMYSTREET.COM/


http://showmystreet.com/

 

11 dicas para se concentrar na hora dos estudos

 

11 dicas para se concentrar na hora dos estudos

 

Por mais que você tente, está difícil fazer sua mente focar nos estudos? Veja as dicas de especialistas para resolver seu problema

 

Nosso cérebro é meio fanfarrão: na hora de pensar em estratégias para aquele jogo complicado de videogame ou de ler aquela revista que você adora, ele coopera facilmente. Mas quando é preciso sentar e estudar um pouco, parece não haver jeito de alcançar a concentração.

 

Isso fica ainda mais desesperador quando estudamos para concurso e não temos tempo a perder. Para ajudar você nisso, conversamos com especialistas e pedimos dicas para ajudar seu cérebro a se concentrar. Como cada pessoa tem um jeito de funcionar, nem todas elas serão igualmente eficientes para todo mundo. Então é bom fazer uns testes até descobrir quais dão certo para você.

 

Não se contente em ler: escreva!

 

Segundo o professor e autor de livros com dicas para estudos Pierluigi Piazzi, é importante estudar escrevendo, e não só lendo. "Quem só lê perde a concentração. Quem escreve consegue entender o assunto e mantê-lo na mente", explica ele.

 

Escreva à mão em vez de digitar

 

Pesquisas já mostraram que os alunos que fazem isso aprendem mais do que quem só digita. "Você tem movimentos totalmente distintos para escrever cada letra a mão, mas isso não existe quando você está digitando. Isso faz com que mais redes neurais sejam ativadas no processo da escrita", diz o professor.

 

13 dicas para se concentrar na hora dos estudos

 

Como saber o que vale colocar no papel

 

Faça resumos, fichamentos e esquemas da matéria. Mas nada de ficar copiando todo o conteúdo dos livros. Para saber o que vale escrever, faça de conta que você está preparando uma cola para uma prova. Por ter pouco espaço e pouco tempo para consulta-la, é preciso ser conciso, mas ao mesmo tempo abordar os pontos principais. É disso que você precisa quando for estudar.

 

Revise a matéria que aprendeu em aula no mesmo dia

 

Além de evitar acumular matérias, estudar o conteúdo visto em sala de aula no mesmo dia fará com que seu cérebro entenda que aquilo é importante e o memorize.

 

Estude sozinho

 

Vamos combinar que, por mais legal que seja se reunir com os amigos para estudar, você acaba falando mais de outras coisas e as dúvidas permanecem. O professor Pierluigi é um grande defensor da ideia de que só se aprende mesmo no estudo solitário. "Estudar em grupo é útil se você for a pessoa que explica a matéria para os outros. Quem ouve não aproveita", diz ele. A melhor dica para um bom estudo, aliás, e explicar a matéria para si mesmo.

 

Desligue todos os aparelhos eletrônicos

 

Na hora de estudar, nada de deixar o celular por perto avisando você de cada notificação no Facebook. E nem caia na tentação de abrir o Facebook só por "dois minutinhos". Esses dois minutinhos sempre se estendem e acabam com toda a sua concentração. Reserve um tempinho do seu dia só para as redes sociais e faça isso virar rotina para que se acostume a checá-la apenas nesse tempo específico.

 

Estude em um local organizado e tranquilo

 

O resto da sua casa até pode ser uma bagunça, mas o local onde você costuma estudar precisa estar sempre organizado e silencioso. Ter muitas coisas espalhadas pode atrapalhar a sua concentração e há o risco de perder tempo procurando coisas que sumiram na bagunça.

 

Música? Só em línguas que você não entenda

 

Não é proibido estudar ouvindo música - há quem precise dela para se concentrar. Mas evite ouvir músicas em idiomas que você entenda - isso pode fazer com que você desvie sua atenção para a letra e esqueça a matéria. Prefira músicas instrumentais!

 

Use marca-texto

 

Usar canetas coloridas e marca-texto para enfatizar os pontos principais é uma boa ajuda para manter o foco no que for importante, especialmente se você tem problemas mais sérios de déficit de atenção. Post-its também podem ser úteis.

 

Respeite seu tempo

 

Se você é mais produtivo de manhã, deixe para estudar as matérias mais difíceis nesse período. Quando sentir que a concentração não está rolando de jeito nenhum, faça uma pequena parada e depois volte. Manter intervalos regulares é fundamental - e a frequência vai depender do seu ritmo.

 

Tenha uma programação organizada, mas seja flexível

 

Use uma agenda ou quadro branco para organizar suas tarefas e respeite-a! Mas faça programações realistas para que você não se desanime. Definir que você vai estudar durante oito horas por dia se você tem várias outras atividades, por exemplo, não é algo razoável. E esteja aberto para mudanças, caso seja necessário.

 

Sempre que for mergulhar nos estudos, crie e respeite um ritualzinho antes. Pode ser um alongamento, pegar um copo de suco para deixar na sua mesa, ou que mais achar melhor. Com o tempo, seu cérebro vai entender que é hora dos estudos e ficará mais fácil se concentrar.

 


 

Fonte http://qualconcurso.jusbrasil.com.br/artigos/128430688/11-dicas-para-se-concentrar-na-hora-dos-estudos?utm_campaign=newsletter&utm_medium=email&utm_source=newsletter

 

Câmara aprova aposentadoria especial para mulher policial

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira o Projeto de Lei Complementar 275/01, do Senado, que permite a aposentadoria voluntária da policial mulher com 25 anos de contribuição, desde que contem com, pelo menos, 15 anos de exercício de cargo de natureza estritamente policial. A matéria será enviada à sanção presidencial.

A regra atual é de aposentadoria voluntária aos 30 anos de contribuição e 20 anos de atividade estritamente policial, tanto para homens quanto para mulheres. Se o projeto for sancionado, essa regra permanecerá apenas para os homens.

A proposta, aprovada por 343 votos a 13 e 2 abstenções, introduz novas regras na Lei Complementar 51/85, que disciplina a aposentadoria do funcionário policial. O texto adapta os prazos para aposentadoria às alterações da Constituição Federal de 1988, que estabeleceu exigências diferenciadas para a aposentadoria de homens e mulheres.

Previdência
A deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) afirmou que a aposentadoria especial não vai afetar os cofres da Previdência, como disse o líder do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP). “Essa proposta não afetará o tecido previdenciário, são apenas 4 mil mulheres”, disse. Ela ressaltou que 18 estados já concederam tempo menor para aposentadoria de policiais femininas.

O líder do PPS, deputado Rubens Bueno (PR), lembrou que a Constituição já determina tratamento diferenciado às mulheres policiais.

Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Votação do PLP 275/01, do Senado, que dá condições especiais à aposentadoria da mulher servidora policial. Líder do Governo da Câmara, dep. Arlindo Chinaglia (PT-SP)
Líder do governo, Arlindo Chinaglia, fala em meio às servidoras policiais no Plenário.

Para Chinaglia, no entanto, o projeto vai abrir precedente para que outras categorias peçam o mesmo benefício e pode comprometer o caixa da Previdência Social. “Defendemos uma Previdência que se sustente de fato e que faça justiça social para todos. Não podemos fazer de um projeto de lei mais uma benesse e permitir a abertura de uma avenida que beneficia hoje, mas vai trazer prejuízos depois”, afirmou.

Apesar da orientação do governo, o líder do PT, deputado Vicentinho (SP), disse que o partido é favorável ao projeto.

Já o deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO) disse que, caso a proposta venha a ser vetada pela Presidência da República, o partido vai trabalhar para que o Congresso derrube o veto e mantenha a aposentadoria diferenciada para mulher policial.

Convém destacar que o projeto não abrange as policiais militares, que não são alcançadas pela Lei Complementar nº 51/85, mas pelos respectivos Estatutos.
 
Em várias Unidades Federativas, já há previsão legal de transferência para a reserva remunerada diferenciada para policiais militares femininos, a pedido, ao completarem 25 anos de serviço.
 

Pagina 2 de 22

Go to top